Introdução

Num mercado cada vez mais acelerado em movimentos de Fusões & Aquisições (M&A), uma das coisas que mais geram discussões entre profissionais e investidores são as Avaliações de Empresas, o famoso Valuation. Nesse contexto é comum observar que o preço que um comprador está disposto a pagar pode ser dezenas ou até centenas de milhões de reais diferentes do que outro investidor está disposto a oferecer. Quem trabalha neste mercado, em especial, os agentes de negócios, advisors de M&A, compreendem muito bem essa afirmação.

A fim de entender melhor os obstáculos que profissionais do mercado de M&A encontram durante o emprego do Valuation e sua consequente extensão para o momento pós-determinação do valor, uma empresa canadense que oferece data-rooms virtuais baseados na nuvem em conjunto com uma empresa multinacional presente em 67 países, especializada em inteligência de dados, resumo histórico e notícias sobre M&A, conduziram uma pesquisa com executivos seniores de bancos de investimento norte-americanos, empresas de private equity e grandes corporações, e publicaram o “M&A Valuation: Trends, Challenges and Horror Stories” (2017), que na tradução livre significa “Avaliação: Tendências, Desafios e Histórias de Horror”. No estudo os entrevistados trazem aspectos relevantes sobre os desafios enfrentados nas negociações, a determinação de valor (fair value), erros mais comuns e algumas experiências ruins encontradas durante a análise de alguns trabalhos de Valuations.

Apresentamos abaixo alguns pontos que consideramos interessantes do estudo e para quem quiser acessar o material completo deixaremos o link no final do texto.

Precisão e viés do Valuation

Valuation, Arte ou Ciência?

De acordo com o estudo, para se chegar a um Valuation adequado é necessário, além da boa e conhecida matemática e técnicas de “planilhagem”, uma boa quantidade de “arte”. Como resultado poucos negociadores acreditam que Valuation possa ser considerado apenas uma “ciência”. Na pesquisa, quando solicitado aos agentes de M&A para mensurarem a precisão dos Valuations em uma escala de 1 a 5, sendo 5 altamente preciso e 1 altamente impreciso, a reposta média ficou em 3,28. Se a mesma pergunta fosse feita há 8-10 anos atrás é provável que muitos dariam a nota 2 ao invés de 3 ou 4. Isso porque novas tecnologias, ferramentas, técnicas de análises melhoraram substancialmente nos últimos anos e contribuem cada vez mais para melhorar a precisão dos trabalhos de Valuation.

Sobre o viés comportamental

Outro fator crucial que pode afetar o Valuation de das empresas é o viés comportamental. De acordo o dicionário, viés comportamental é distorção ou tortuosidade na maneira de observar, de julgar ou de agir. Em outras palavras, é a distorção do julgamento do observador que se manifesta como uma inclinação irracional a atribuir um julgamento mais favorável ou desfavorável a alguma coisa, pessoa ou grupo. No campo de economia comportamental, estudos tem demonstrado que as pessoas estão distantes de se comportarem e tomarem decisões estritamente racionais – inclusive em M&A. Uma série de vieses humanos podem ter impacto no Valuation, e dois terços dos entrevistados no estudo creem que pelo menos 3 vieses desempenham influência significativa nesse tipo de avaliação:

  1. Efeito Bandwagon* que é um viés cognitivo no qual um indivíduo age de determinada forma ou toma uma certa decisão porque um grande número de pessoas assim o faz.
  2. Ancoragem, quando as pessoas se ancoram a um precedente estabelecido no mercado ou por uma empresa similar, e;
  3. por ignorar totalmente o valor do intangível em favor apenas do econômico-financeiro. Um executivo de private equity, inclusive, comenta que a grande maioria dos analistas disponibiliza muito tempo para estudar e analisar a parte financeiro-contábil da empresa, e pouco tempo para compreender fatores mais qualitativos como mix de produtos, sinergias, ambiente de concorrência e vantagens competitivas. Tais pontos qualitativos também afetam o que se pode considerar valor justo da empresa.

Principais motivos de divergências nos Valuations entre compradores e vendedores:

De acordo com os profissionais entrevistados, os motivos das divergências nos valores são bastante variáveis, com nenhum motivo específico se destacando mais. Cerca de 36% disseram que os dois lados geralmente têm opiniões diferentes sobre o potencial de crescimento das projeções, 32% disseram que a divergência ocorre como estratégia negocial de maximização de valor e 32% disseram que os dois lados geralmente têm opiniões diferentes sobre o valor da marca, propriedade intelectual ou outros ativos intangíveis da empresa.

A importância dos intangíveis

A determinação do valor dos intangíveis é sem dúvida um dos problemas mais difíceis enfrentados pelos profissionais de fusões e aquisições ao avaliar uma empresa. Ao serem perguntados sobre quais os aspectos intangíveis mais importantes em uma avaliação, a maioria dos pesquisados respondeu que qualidade do time e “fit” com o time de gestão sãos os fatores mais importantes dentro de uma organização.

O gráfico a seguir mostra os aspectos intangíveis mais importantes de acordo com os profissionais entrevistados, que puderam escolher os dois mais relevantes.

Erros mais comuns

Determinar o valor adequado de uma empresa é bastante desafiador quando tudo corre bem e pode ser ainda mais penoso quando alguma coisa, ou sucessão coisas, dão errado. Neste quesito o estudo mostrou que nenhum erro específico aparece com maior recorrência, entretanto, 24% dos entrevistados deram maior ênfase a quatro tipos diferentes de erros mais recorrentes, desde não avaliar adequadamente a qualidade da equipe de gestão até a falta de informações importantes durante o processo de due-diligence.

O quadro abaixo mostra os erros mais comuns cometidos pelos compradores ao avaliarem as empresas alvos. Foi concedido aos entrevistados o direito de selecionar mais de uma resposta caso aplicável.

O quadro abaixo mostra os erros mais comuns cometidos pelos vendedores ao avaliarem suas empresas. Foi concedido aos entrevistados o direito de selecionar mais de uma resposta caso aplicável.

Por: Marcus Lima

Confira o material original completo (em inglês) diretamente no site da Firmex.

E você, o que achou da pesquisa e qual a sua opinião sobre a avaliação de empresas? Deixe seus comentários, sua contribuição será muito bem-vinda.

* Bandwagon Effect ou Efeito Adesão, é um viés cognitivo no qual um individuo age de determinada forma ou toma certa decisão porque muitas pessoas assim o fazem. Esta tendência dos indivíduos alinharem suas crenças e comportamentos com as do grupo também é chamada de mentalidade de rebanho.