A Ambima – Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais divulgou dados sobre o volume de Fusões e Aquisições ou M&A (em inglês). Somente no primeiro semestre de 2019 o montante de negócios registrados atingiu mais de R$ 108 bilhões. Desse total, mais da metade foi de estrangeiros comprando empresas brasileiras.

Além da cifra histórica no volume de negócios, desse total, 84% foram pagos em dinheiro, 10% em ações e 5% como assunção de dívidas.

Alguns negócios impulsionaram os números desse período. Um dos destaques foi a venda da TAG, por aproximadamente R$ 34 bilhões para a francesa Engie e o fundo canadense CDPQ.

O mercado de Fusões e Aquisições deve continuar aquecido nos próximos semestres, como resultado do amplo programa de desinvestimentos do governo e acima de tudo, o atingimento de metas, como a reforma da previdência.

O cenário de incerteza nos últimos anos, apontado como motivo para não se investir no Brasil parece estar mudando, e os dados sobre o mercado de Fusões & Aquisições apresentados pela Ambima certamente reforçam essa percepção.

Para o empresário que pretende ofertar sua empresa é importante ter em mente que uma empresa sem informações estruturadas, contabilidade em ordem e valuation, não é bem vista pelos investidores estrangeiros. Como resultado, aquele que planejar antecipadamente e estiver preparado sairá na frente.